Print Download PDF Embed

News Release

Relatório Destaca Prioridades da Indústria e dos Governos para Cloud Computing Avançar

  • World Economic Forum e Accenture concluem estudo de dois anos sobre o Futuro da Cloud Computing. 
  • Relatório da Fase I, “Explorando o Futuro da Cloud Computing: Surfando na Nova Onda da Transformação Tecnológica”, foi publicado no início de 2010.
  • Relatório da Fase II, “Avançando a Cloud Computing: E Agora? Prioridades para a Indústria e o Governo”, destaca oito áreas de ação em que os principais fornecedores de serviços em nuvem e representantes de governo devem focar para garantir o desenvolvimento do ecossistema de nuvem.
  • Para mais informação, visite http://www.weforum.org/industry-partners/groups/information-technology/index.html 

Rio de Janeiro, Brasil. – Um novo relatório produzido pelo World Economic Forum, com o apoio da Accenture, “Avançando a Cloud Computing: E Agora? Prioridades para Indústria e Governo”, foi lançado hoje durante a sessão sobre cloud computing no World Economic Forum da América Latina, moderada pelo presidente da Accenture, Bill Green. O relatório destaca oito áreas de ação que os principais fornecedores de serviços em nuvem e representantes de governos concordam que devem ser focadas para garantir o desenvolvimento do ecossistema de nuvem.

Em 2010, o World Economic Forum e seus parceiros concluíram a primeira fase de um projeto de dois anos sobre o futuro da cloud computing. O relatório que resultou desse trabalho, “Explorando o Futuro da Cloud Computing: Surfando na Nova Onda da TransformaçãoTecnológica, avaliou o impacto de tecnologias públicas de cloud computing, destacando seus grandes benefícios, que vão desde o crescimento econômico e social (inclusive o potencial de criação de empregos), até avanços em inovação e cooperação. Mas, o relatório também destacou questões importantes que poderiam limitar nossa capacidade de se beneficiar da computação em nuvem. Uma questão importante é o uso transnacional de nuvens públicas, por isso a sua implantação enfrenta desafios únicos e possivelmente crescentes. “Vemos o ‘paradoxo da cloud’: quanto maior os benefícios da tecnologia de cloud, maior o desafio geopolítico que enfrenta”, disse Dan Elron, Sócio Gerente de Estratégia e Desenvolvimento Corporativo da Accenture, que participou da elaboração do estudo.

Durante o último ano, o World Economic Forum focou na identificação de problemas que poderiam dificultar a adoção e implantação de tecnologias de nuvem. O relatório destaca o fato de que apenas a colaboração entre provedores de tecnologia e governos poderá transformar em realidade as esperanças de usuários e as promessas da indústria de TI. “O caminho para a cloud computing é longa, mas nos próximos meses e anos teremos a oportunidade, como uma comunidade global, de moldar o futuro da cloud computing e dar os primeiros passos juntos para um mundo novo e conectado.”  Vivek Kundra, Chief Information Officer do Escritório de Administração e Orçamento, EUA.

O relatório “Explorando o Futuro da Cloud Computing: E Agora? Prioridades para a Indústria e o Governo destaca oito área de ação para a indústria e os governos:

  1. Explorar e facilitar a realização dos benefícios da cloud
  2. Avançar no conhecimento e na administração de riscos da cloud
  3. Promover a transparência do serviço  
  4. Aumentar a responsabilidade das partes relevantes
  5. Garantir a portabilidade de dados
  6. Facilitar a interoperabilidade 
  7. Acelerar a adaptação e harmonização da estrutura regulatória da cloud
  8. Oferecer suficiente conectividade de rede aos serviços de cloud.

 As áreas de ação recomendadas serão usadas para criar o contexto de uma iniciativa que deve ser iniciada no próximo mês por Neelie Kroes, da Comissão Europeia. “Agora é o momento de reunir tudo isso. Conforme a Agenda Digital da Europa, comecei a desenvolver um estratégia de cloud computing européia.  Isso vai além de uma estrutura política. Não quero uma Europa apenas amigável para a cloud, mas ativamente envolvida na cloud”,afirmou Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia responsável pela Agenda Digital

O Forum convida a indústria, governos, o mundo acadêmico e qualquer pessoa interessada nessa questão a usar o relatório para ampliar o debate, e espera que a estrutura proposta pelo relatório crie uma linguagem comum e prioridades compartilhadas para a indústria e os governos. Um painel de profissionais orientou a elaboração do relatório, que inclui representantes de: Akamai Technologies, BT Group, CA Technologies, Google, Microsoft Corporation, e Salesforce.com. Mais de quarenta empresas de TI e de telecomunicações e mais de vinte organizações governamentais e acadêmicas participaram da pesquisa.  A Accenture foi um facilitador fundamental no projeto e contribuiu para o relatório.

Para mais informação a respeito do trabalho do World Economic Forum na área de Cloud Computing, visite o site do Forum: http://www.weforum.org/industry-partners/groups/information-technology/index.html

 

Notas aos Editores

Para mais informações sobre a Reunião Anual de 2011: http://wef.ch/Davos2011

Assista as entrevistas com os principais líderes sobre a agenda de Davos: http://wef.ch/DavosInterviews    

Veja as melhores fotos da Reunião Anual no Flickr: http://wef.ch/pix  

Assista a sessões no YouTube: http://wef.ch/youtube ou http://wef.ch/youku

Seja um fã do Forum no Facebook: http://wef.ch/faceook

Acompanhe o Forum no Twitter: http://wef.ch/twitter e http://wef.ch/livetweet

Divulgue sua localização para os amigos do Forum no Foursquare: http://wef.ch/foursquare

Leia o Blog do Forum: http://wef.ch/blog 

Leia relatórios do Forum no Scribd: http://wef.ch/scribd    

Siga o Forum no iPhonehttp://wef.ch/iPhone  

Eventos futuros do Forum: http://wef.ch/events

Receba os Releases do Forum: http://wef.ch/news 

 


O World Economic Forum é uma organização internacional e independente compromissada em melhorar as condições do mundo, envolvendo lideranças empresariais, políticas e acadêmicas e outros líderes da sociedade civil para estruturar agendas locais, regionais e globais.

 

Incorporada como uma fundação sem fins lucrativos em 1971 e sediada em Genebra, na Suíça, o Forum não está ligado a interesses políticos, partidários ou nacionais (http://www.weforum.org).

 


The World Economic Forum is an international institution committed to improving the state of the world through public-private cooperation in the spirit of global citizenship. It engages with business, political, academic and other leaders of society to shape global, regional and industry agendas.

Incorporated as a not-for-profit foundation in 1971 and headquartered in Geneva, Switzerland, the Forum is independent, impartial and not tied to any interests. It cooperates closely with all leading international organizations (www.weforum.org).